quarta-feira, 30 de julho de 2014

Reinauguração de Biblioteca Modernizada pelo Edital SEDAC 14/2012 em Venâncio Aires

Biblioteca Pública Municipal Caá Yari: Um dos espaços culturais mais tradicionais de Venâncio Aires foi reinaugurado no dia 15, em clima de festa e diversidade cultural. Depois de um mês fechada para reformas, a Biblioteca Pública Municipal voltou a receber o público num alegre sarau, com mais de 100 pessoas presentes, onde a literatura dividiu espaço com a música e o teatro. A ocasião serviu para apresentar à comunidade a reforma no mobiliário e a nova decoração com grafitagem nas paredes do espaço, agora batizado com o nome de Caá Yari, senhora dos ervais e deusa dos ervateiros na tradição dos índios guaranis.
Os agradecimentos se estenderam ao professor de História venâncio-airense Jair Luiz Pereira, autor do livro Caá Yari e a Capital do Chimarrão, que correlaciona as histórias da deusa dos ervateiros e do município. Já os sócios foram recepcionados através de saudação especial feito para Sônia Müller, dona da primeira carteirinha de leitor emitida pela Biblioteca em seus 42 anos de atividade.
A série de apresentações foi aberta por Rosária Costa, que com contornos teatrais, relatou duas versões sobre a lenda de Caá Yari. Em seguida, o personagem Papelito, do ator Sérgio da Rosa, destacou a relevância da leitura na época de tecnologia e redes sociais. As apresentações musicais encerraram a noite, com show acústico do músico Gabriel Martins e um set apresentado por oito integrantes da Orquestra Municipal de Venâncio Aires.
A Biblioteca Pública foi contemplada pelo Edital 14/2012 recebendo recursos no valor de R$ 55.000,00 ( cinquenta e cinco mil reais).O valor permitiu a compra de quatro computadores, um projetor com telão, mesas, cadeiras estofadas, bibliocantos e uma enciclopédia Barsa. A Secretaria Municipal da Cultura, Esportes e Turismo ainda investiu R$ 2,7 mil na lixação e pintura do piso.


terça-feira, 29 de julho de 2014

Biblioteca Modernizada pelo Edital SEDAC 14/2012 é Reinaugurada em Salvador do Sul

Com o propósito de facilitar o acesso da comunidade salvadorense a diversos serviços públicos, a administração de Salvador do Sul realizou, no  dia 25, a inauguração do Espaço de Cidadania Professora Dinara Janete Hochscheidt. A cerimônia teve acompanhamento de diversas autoridades locais e regionais, familiares da educadora homenageada e da comunidade.
Antes dos discursos de autoridades, foram realizadas apresentações artísticas por alunos da Oficina Municipal de Artes (OMA) e do Grupo de Danças Alemãs Volkstanzgruppe Von Kappesberg, que Dinara Hochscheidt tanto apoiou. Além do incentivo a atividades culturais, Dinara, mesmo depois da descoberta da doença que acabaria abreviando a sua vida aos 43 anos de idade, em 2012, sempre batalhou por uma educação de qualidade para crianças e jovens salvadorenses. A pedagoga, por quase dois anos, foi secretária municipal da Educação, durante a primeira gestão da prefeita Carla Maria Specht (PPS).
Após ser contemplada pelo edital 14/2012,  a biblioteca Pública de Salvador do Sul foi reinaugurada neste novo  espaço cultural que conta com oficina de artesanato, sala de cinema, telecentro, sala de qualificação, microcrédito, juizado de pequenas causas e cartório eleitoral. Foram destinados R$20.000 (vinte mil reais)  para compra de livros novos, computadores, tapetes e outros móveis de ambiência para deixar o ambiente da biblioteca mais aconchegante.
Rosana Vasques, coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do RS, representou no ato o secretário de estado da Cultura, Luiz Antonio de Assis Brasil, que, recentemente, visitou o prédio do espaço de cidadania. Ressaltou “É um espaço maravilhoso, muito lindo. Ficamos felizes em ver que os recursos públicos estão sendo tão bem aplicados e fazendo a diferença na vida cultural dos cidadãos e cidadãs”.

Confira algumas fotos do evento realizado no dia 25/07:

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Casa de Cultura Mário Quintana comemora aniversário do escritor

O poeta Mario Quintana completaria 108 anos na quarta-feira, 30 de julho, e a Casa de Cultura Mario Quintana comemora a data com a abertura do acervo da Instituição e o lançamento do IV Festival de Esquetes, a partir das 19 horas, no Espaço Lupicínio Rodrigues, além de atividades infantis à tarde.
O evento inicia às 19 horas com o lançamento do IV Festival de Esquetes da CCMQ, que terá como atração a apresentação de Histriônicos, do grupo Shoyu com Banana, trabalho que ficou em 5º lugar na mostra do ano passado, e se transformou em espetáculo.
Após a apresentação de 40 minutos no Espaço Lupicínio Rodrigues, haverá a solenidade da festa, quando serão divulgados os 26 selecionados da edição 2014 da mostra.
Em seguida, será lançado um folder que servirá como guia para consulta pública local e virtual do Acervo e Memória, formado por documentos da Casa e da Sedac, incluindo papeis institucionais e de personalidades como o poeta, a cantora Elis Regina e o crítico de cinema Romeu Grimaldi, além da coleção de obras de arte doadas à Casa. O Núcleo de Acervo e Memória faz tratamento arquivístico do material, a fim de serem disponibilizados para consulta.
O NAM/CCMQ realiza exposições periódicas de seus acervos, como forma de divulgação ao público visitante. A primeira foi a exposição relativa aos 20 anos de falecimento do poeta (1994-2014), Saudade: 20 anos sem Mario Quintana, que pode ser vista até o dia 30, na sala Radamés Gnattali (4º andar).

Programação infantil
 - O Espaço Expositivo Sapato Florido e o Atelier da Oca promovem às 15h30 uma roda de poesias aberta ao público, onde as crianças escolhem um verso do poeta para declamar, com a coordenação da professora Anelore Schumann. Por volta das 16h30, será cantado parabéns para Mario Quintana e servido um bolo para os participantes que tiverem declamado um verso na roda de poesia.
A Traça Biblió fará a visita guiada para o público em geral às 14h30. A apresentação é conduzida pela atriz Dinorah Araújo, na pele da personagem Traça Biblió, de Carlos Urbim, com roteiro assinado pelo escritor e pela atriz. A Traça Biblió e o Poeta – Brincando com os versos de Quintana é uma apresentação teatral conduzida de forma lúdica pela personagem Traça Biblió, que percorre os mais variados espaços da Casa, desde a Travessa dos Cataventos,  entre eles o quarto do poeta.
Sobre a peça - Histriônicos é o trabalho de estreia do grupo Shoyu com Banana. Rossano Pio é o responsável pelo audiovisual e direção. No elenco, Fábio Schuch, José Renato Lopes, Lizandra (Ayello) Bulgaro e Renata Zonatto.
No palco, quatro pessoas (que até pode ser a mesma), em diferentes épocas – o que fica evidente no figurino, com referências dos anos 1920 até 1980 – se questionam sobre o suicídio.
Sobre a programação infantil - A atividade da Sapato Florido integra a exposição Um Sonho Realizado, que exibe trabalhos artísticos que as crianças participantes do Atelier da OCA fizeram a partir do poema O MAPA. Livros de Mario Quintana estarão disponíveis para a escolha dos versos a serem declamados e o local contará com um lounge infantil, proporcionando um momento de aproximação com sua obra de forma descontraída e aconchegante.
Sobre o acervo - O Núcleo de Arquivo e Memória funciona contíguo à Biblioteca Erico Veríssimo, no 3º andar da CCMQ, com entrada pela Ala Leste do prédio. O horário de atendimento é das 10h às 16h. Disponibiliza mesas para consulta de documentos, com a possibilidade de digitalização de itens mediante agendamento antecipado. A documentação em outros suportes, como discos, fitas K7 e CD-Roms será completamente convertida para arquivos digitais e disponibilizada via rede.

Serviço:
Quando
: 30 de julho de 2014, quarta-feira
Lançamento do Acervo e Festival de Esquetes: 19h - Espaço Lupicínio Rodrigues (4º andar)
Traça Biblió - 14h30
        Roda de poesia - 15h30 – Espaço Expositivo Sapato Florido (5º andar)

quinta-feira, 24 de julho de 2014

6º concurso de Desenho e Redação / CGU

Em ano de Copa do mundo, eleições nacionais para Presidente e Governadores e manifestações populares em todo Brasil, nada mais oportuno do que levar para sala de aula a discussão da Participação Cidadã.
Desde maio de 2012 está em vigor a Lei 12.527/2011, a Lei de acesso à informação, carinhosamente chamada de LAI.
Você sabia que a LAI permite a qualquer pessoa perguntar diretamente a qualquer órgão ou entidade de governo federal, estadual ou municipal sobre qualquer informação pública? E que a LAI vale para todos os poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário, além dos Tribunais de Contas e Ministério Público? Todos sem exceção devem responder às perguntas da sociedade.
Quanto mais informada for a sociedade, melhor é a sua capacidade de realizar o Controle Social, de votar e de direcionar as ações governamentais para o seu benefício.
É com essa motivação que a Controladoria-Geral da União (CGU) lança o seu 6º Concurso de Desenho e Redação da CGU com o tema “ACESSO À INFORMAÇÃO: UM DIREITO DE TODOS, que pretende estimular professores, estudantes e suas famílias a exercer o controle social com esse novo e fantástico instrumento de cidadania, que é a LAI.

Veja abaixo como participar do concurso!

Caso não consiga visualizar a imagem, acesse www.portalzinho.cgu.gov.br/concursos

quinta-feira, 17 de julho de 2014

IMPORTANTE: OF. Circular Nº 01/2014/SEBP

Em virtude do início do período eleitoral e considerando a Lei Federal nº 9.504, de 1997, art 73, item VI, a partir do dia 05 de julho de 2014 todos os produtos – sejam materiais, virtuais, informativas e de comunicação – que contêm a logomarca do Governo do Estado do Rio Grande do Sul não poderão ser mais utilizados, expostos e/ou divulgados. Abaixo apresentamos a referida logomarca para eventuais dúvidas:


Qualquer dúvida, pedimos que entrem em contato com Sistema de Bibliotecas Públicas do RS através do telefone (51) 3225-1124, ou pelo e-mail: sebprs@gmail.com.

Certos de sua compreensão e colaboração, agradecemos.

Rosana de Lemos Vasques
Coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do RS

quinta-feira, 10 de julho de 2014

PROJETO INCENTIVA LEITURA POR PRAZER EM SALA DE AULA

O colégio Sinodal, de São Leopoldo, no Vale dos Sinos deu início ao projeto no começo do ano e tem tido um resultado positivo. O objetivo é incentivar os jovens a ter gosto pelos livros, seja ele impresso ou digital. A proposta deles foi simples: propor aos alunos 15 minutos de leitura durante o período de aula, sem cobranças dos professores. A proposta atinge os estudantes da Educação Infantil, onde os professores leem para os pequenos, aos dos anos finais do Ensino Médio. Não importa onde estejam, se na biblioteca, na aula de educação física, na aula de informática. A prática já virou rotina e nem precisa ser lembrada. Quinta e sexta-feira às 8h10 ou às 14h15 todo mundo já sabe que é a hora de abrir um livro. Os minutos reservados à leitura tentam ajudar os alunos a criar o hábito de ler por prazer. Afinal, é na fase escolar o período da vida em que o brasileiro mais lê. São em média, dez livros por ano, contra os quatro da fase adulta, de acordo com pesquisa do Instituto Pró-livro.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Um novo mercado para os quadrinhos

Hoje em dia com a tecnologia avançando, tudo que pode ser digitalizado como livros e quadrinhos acabam perdendo o espaço nas nossas prateleiras e ganham espaço nos tablets e celulares. Os livros digitais vêm numa crescente desde o final da década passada, porém a nova onda agora são os quadrinhos digitais. A ComiXology foi criada em 2007 com o intuito de informar os fãs de quadrinhos sobre as novidades, porém em 2009 eles começaram a comercializar quadrinhos digitais. Em 2011 houve um aumento de 300% no consumo desse tipo de serviço, com a criação do tablet iPad, as vendas alavancaram pois os consumidores perceberam que a comodidade de poder ler em um aparelho era mais vantajoso do que carregar livros nos bolsos. Em 2014 a Amazon adquiriu a ComiXology, vendo o potencial que esse mercado tem.
Confira na notícia abaixo onde você pode adquirir os quadrinhos e quais plataformas utilizadas.

http://www1.folha.uol.com.br/tec/2014/06/1469989-em-expansao-nos-tablets-quadrinhos-atraem-ao-ganhar-som-e-movimento.shtml




quarta-feira, 2 de julho de 2014

Edital de Prêmio às Boas Práticas e Inovação em Bibliotecas Públicas

Dia 30 de junho foi divulgado o resultado da fase de habilitação do resultado do Edital de Prêmio ás Boas Práticas e Projetos Inovadores em Bibliotecas Públicas.O objetivo deste edital é premiar e fomentar iniciativas reconhecidas como boas práticas ou inovadoras que venham sendo aplicadas em bibliotecas públicas (municipais e estaduais) a fim de promover ações em andamento voltadas para a qualificação dos serviços oferecidos e a sustentabilidade desses equipamentos culturais, bem como para a difusão e compartilhamento das metodologias e das iniciativas premiadas pelo Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP).
Para participar, o proponente deveria atuar na biblioteca pública municipal ou estadual onde a iniciativa ocorre e ser o responsável pela iniciativa apresentada.


Segue abaixo a lista dos  gaúchos premiados e suas respectivas bibliotecas:


UF
Município
Nome do proponente
Nome da Iniciativa/Boa prática
Nome da Biblioteca
RS
Boa Vista do Sul
Lia M. Schuster da Silva
Projeto de Extensão à Leitura à classe trabalhadora do Município
Biblioteca Pública Municipal Boa Vista do Sul
RS
Bom Princípio
Claudia Raquel Muller
Biblioteca Pública, local de preservação e de construção de saberes
Biblioteca Érico Veríssimo
RS
Cachoeirinha
Simone Cristina da Silva
Núcleo de apoio à Hora do conto
Biblioteca Pública Municipal Monteiro Lobato
RS
Campo Bom
Juraci Teresinha Reichert
Semeando a Leitura
Biblioteca Pública Municipal Professor Antônio Nicolau Orth
RS
Gramado
Mirella Timm dos Santos
Biblioteca Lúdica
Biblioteca Pública Cyro Martins
RS
Gravataí
Mara Solange Franke
Projeto de Feiras de Doação de Livros da Biblioteca para a Comunidade
Biblioteca Pública Municipal Rui Barbosa de Esteio
RS
Nova Petrópolis
Susana Betaris Fonseca
Baú da Leitura
Biblioteca Pública Municipal Profª Elsa Hofstätter da Silva
RS
Osório
Vinícius Yuri Kingeski
Os Bichos do seu Bastos
Biblioteca Pública Municipal Fernandes Bastos
RS
Santa Cruz do Sul
Muriel Esperança Thurmer

Entrando na Roda da Leitura
Biblioteca Pública Municipal de Rio Pardo
RS
São Leopoldo
Katiane Crescente Lourenço
Projeto de Contação de Histórioas contar e encantar
Biblioteca Pública Municipal Vianna Moog
RS
São Pedro da Serra
Lisete Maria Hommerding
Biblioteca ambulante
Biblioteca Pública Municipal Irmã Lúcia Kuhn
RS
Tupandi
Luciane Ludwig Kercher
Projeto ler - leitura, escrita e riqueza
Biblioteca Sobrado Weber
RS
Venâncio Aires
Rosaria Garcia
Grupo de Leitura no Centro de Atenção Psicossocial II
Biblioteca Pública Municipal de Venâncio Aires

Para mais informações, acesse o site do Sistema Nacional de Biblitecas: http://snbp.bn.br/editalboaspraticas/