quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Sedac anuncia novo edital para Bibliotecas Públicas na Jornada de Passo Fundo

Mais de 28 mil participantes, 101 escritores de 11 nacionalidades este o cenário da 15ª edição da Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo que começou na noite dessa terça-feira (27) com o tema Leituras Jovens do Mundo. O evento, que segue até o  sábado (31), conta com nomes  como Walcir Carrasco, Jairo Bauer, Laura Muller, Roberto DaMatta e Ignácio de Loyola Brandão.





Representando o governador Tarso Genro, o secretário de Estado da Cultura, Assis Brasil, anunciou a abertura de um novo edital no valor de R$ 1 milhão para a Modernização de Bibliotecas, em municípios com até 10 mil habitantes. “ Os recursos são destinados à compra de livros e equipamentos. Aproveitamos este magnífico evento para este anúncio como forma de mostrar o quanto a Jornada é catalizadora de ações”. Assis Brasil lembrou ainda, a participação do estado por meio da isenção fiscal, pois o evento conta com as Leis de Incentivo à Cultura Estadual e Federal.
O secretário Executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), José Castilhos Neto, que representou a ministra Marta Suplicy, valorizou a união de esforços que a jornada representa. “Desde  2006 temos o Plano Nacional do Livro e Literatura que é tão bem sintetizado aqui quando vemos estado e sociedade trabalhando juntos para a realização desta jornada. Vemos também cultura e educação juntas e este é outro dos pilares do PNLL. Aqui de fato celebramos a ação, uma ação que existe aqui deveria existir em todos os cantos do país”, concluiu.
A Coordenadora geral das jornadas Tânia Rösing fez um discurso entusiasmado e descontraído ao dizer que sonhava com os patrocinadores.  Usou a palavra “agradecimento” como símbolo do seu sentimento estendido também aos escritores, músicos e participantes. Agradeceu ao governador Tarso Genro e ao secretário Assis Brasil pelo “trabalho que têm liderado para ampliar as ações pela cultura no Rio Grande do Sul”. Tânia destacou o tema do ano que é dedicado aos jovens “ Fazemos um convite para entendermos o presente e construirmos o futuro pela literatura. Colaboramos para que esta geração se comprometa por uma sociedade mais justa, emancipada e cidadã”.
Show literário

Das páginas dos livros para o show de abertura da Jornada de Literatura

As crônicas de Nárnia, Harry Potter, Senhor dos Anéis e Alice no país das maravilhas entraram em cena, envolvendo o público no show de abertura da jornada. Mais de 120 pessoas dos grupos artísticos da Universidade de Passo Fundo (UPF) e convidados integraram a equipe que montou o espetáculo . Coordenados pelo maestro e coreógrafo Fernando Montini, eles representaram obras que fazem parte da vida dos jovens e adolescentes de hoje.  Ao final  Humberto Gessinger apresentou a música que compôs para a  15ª Jornada Nacional de Literatura a partir da letra escrita pelo professor Paulo Becker.
Noite de Prêmios
A noite de abertura da Jornada Nacional de Literatura tebe ainda o anúncio dos vencedores de dois prêmios. O secretário Assis Brasil anunciou os vencedores da 13ª edição do Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães, que é promovido numa parceria do Instituto Estadual do Livro (IEL) e a Jornada Nacional de Literatura. Olavo Amaral, em primeiro lugar, e Mariana Salomão Carrara, em segundo, foram os vencedores.

Olavo Amaral recebeu prêmio Josué Guimarães
Olavo é gaúcho, tem 34 anos, atualmente é  professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde mora há três anos e meio.  Ele recebe o prêmio de R$ 5 mil pela vitória com os contos Uok phlau, Quarto à beira d`água e Icebergs. Amaral também recebeu um estágio de 10 dias na Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha, para onde deverá embarcar em outubro próximo.Mariana mora em São Paulo e recebe R$ 3.000,00 com a premiação dos contos Memória de pano, A voz e Descoloridos.
Foram destacados com menção honrosa pela comissão julgadora os contistas: Rodrigo Lage Leite, de São Paulo, com os textos Magrinho, Malas prontas para Berlim e Vulgar; e Walther Moreira Santos, de Vitória de Santo Antão (PE), com os contos Felicidade, Satisfação e Todas as coisas boas da vida.
Os textos dos contistas premiados  serão editados em antologia organizada pelo Instituto Estadual do Livro(IEL) e publicada em coedição com a Fundação Universidade de Passo Fundo e Prefeitura de Passo Fundo. Durante esta 15ª Jornada Nacional de Literatura, serão lançados os livros de contos relativos à 10ª, 11ª e 12ª edições do Concurso de Contos.
Criado em 1988, o concurso recebe contos inéditos de autores que já tenham obras publicadas ou não. A premiação leva o nome do jornalista e escritor sul-rio-grandense que apoiou a criação e expansão das Jornadas Literárias de Passo Fundo – Josué Guimarães.
Também foi divulgado o resultado do 8º Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura. O romance Infâmia da escritora Ana Maria Machado ficou em primeiro lugar recebendo R$ 150 mil.
A jornada
As Jornadas Literárias são realizadas há 32 anos pela Universidade de Passo Fundo (UPF), em parceria com a Prefeitura de Passo Fundo. A 15ª edição conta com os patrocínios de Petrobras, Banrisul e Pepsi e com o apoio dos ministérios da Educação e Cultura e da Secretaria Estadual da Cultura do Rio Grande do Sul, dentre outras empresas e órgãos.
Informações sobre a programação completa podem ser obtidas no portal www.jornadasliterarias.upf.br

Fonte: Cultura RS

Retomada dos recitais na Biblioteca Pública do Estado


O prédio da Biblioteca Pública do Estado do RS, inaugurado como parte das comemorações do centenário da Independência a 7 de setembro de 1922 é uma das mais belas edificações do Rio Grande do Sul e um dos símbolos da doutrina positivista. Passa por obras de restauro desde 2008, obras que visam resgatar suas formas originais e preservar a história de nosso Estado. Teve recentemente aprovada nova etapa de restauro pelo Ministério da Cultura, atualmente em fase de captação de recursos.
Para que o prédio não fique mais tempo indisponível ao seu público e para atrair novos investidores na obra de restauro, uma parceria da Associação de Amigos da Biblioteca Pública com um grupo de músicos da OSPA possibilitará a realização de uma série de concertos de música de câmara no belíssimo Salão Mourisco. Os recitais acontecerão uma vez por mês, aos sábados, sendo o primeiro no próximo dia 31 de agosto, ás 16 horas. Os músicos participantes do projeto são: André Carrara, piano; Cosmas Grieneisen, viola; Leandro Faber, piano; Samuel Oliveira, clarinete e Raquel Fortes, soprano. O projeto conta também com o apoio do memorial da Assembleia Legislativa e da empresa Person Pianos.

Programa:
W. A. Mozart, Trio K 465
F. Schubert, “Der Hirt auf dem Felsen”
H. Villa-Lobos Bachianas no. 4
L. v. Beethoven Trio op. 11 “Gassenhauer”


Serviço:
Quando: 31 de agosto
Hora: 16 horas
Onde: Salão Mourisco da Biblioteca Pública do Estado (Rua Riachuelo, 1190)
ENTRADA FRANCA

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Projeto aborda as primeiras histórias como modelo para o pensamento da infância aos novos leitores



Realizada pela LM Cultural e a Biblioteca Lucília Minssen, a edição de agosto do projeto Café com Livros: Leitura, Literatura e Desenvolvimento – da Ludicidade à Responsabilidade Social será realizado no dia 29 (quinta-feira), das 14h às 16h30min, na Sala Lili Inventa o Mundo (5º andar da Casa de Cultura Mario Quintana). A atividade de formação continuada consiste em oficinas e encontros mensais, tendo desta vez como tema, As Primeiras Historias como um Modelo para o Pensamento da Infância aos Neoleitores, ministrada por Marilia Papaléo Fichtner. Ao custo de R$ 30,00, tem inscrições e reservas pelo telefone (51) 3225-7089 ou e-mail:bibliotecaluciliaminssen@gmail.com.





Serviço:

Quando: 29 de agosto de 2013.
Hora: das 14h às 16h30min.
Onde: Sala Lili Inventa o Mundo – 5ª andar da Casa de Cultura Mario Quintana (Andradas, 736).
Valor: RS 30,00
Reservas e inscrições na Biblioteca Lucilia Minssen (5º andar da Casa de Cultura Mario Quintana), pelo telefone (51) 3225-7089 ou e-mail:bibliotecaluciliaminssen@gmail.com

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Inscrições abertas para oficina que incentiva o hábito da leitura



Incentivar, através de práticas pedagógicas, o hábito da leitura é a proposta da oficina Lendo, Aprendendo e Descobrindo, ministrada por Cláudia de Villar, de 3 de setembro a 1° de outubro na Sala Lili Inventa o Mundo, na Casa de Cultura Mario Quintana. Direcionados a pais, bibliotecários, educadores e simpatizantes da Literatura, a atividade ocorrerá nas terças-feiras, das 19h às 21h.
Nos encontros serão abordadas metodologias direcionadas à aplicação em sala de aula, a fim de que possa auxiliar o docente no desenvolvimento do hábito da leitura no educando. Durante a atividade serão sorteadas as seguintes obras da escritora: Bola, Sacola e Escola; Uma Foca na Copa; Meu Primeiro Amor e Rambo, um Peixe no Fandango.

Ministrante:
Cláudia de Villar - É graduada em Letras pela FAPA/RS, especialista em Pedagogia Gestora e em Supervisão Escolar (IERGS-UNIASSELVI). Pós-graduanda em Docência no Ensino Superior (IERGS- UNIASSELVI). Professora estadual há 13 anos e escritora. Atua também como colunista dos sites Homo Literatus e Artistas Gaúchos, bem como dos jornais Jornal de Viamão e Jornal Floresta.





Serviço:

Quando: 03 de setembro a 1° de outubr de 2013.
Dias: Terças-feiras.
Hora: das 19h às 21h.
Onde: Sala Lili Inventa o Mundo ? 5º andar da Casa de Cultura Mario Quintana (Andradas, 736).
Valor: R$ 125,00 ou em 02 (dois) cheques .
Público alvo: pais, bibliotecários, educadores e simpatizantes da Literatura.
Reservas e informações: Pelo telefone 3225-7089 ou pelo e-mail bibliotecaluciliaminssen@gmail.com


Fonte: Cultura RS

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Biblioteca Municipal de Barra do Quaraí recebe livros da Sedac

No segundo dia de visita às instituições culturais de municípios na Fronteira Oeste, nessa quinta-feira (22), o secretário de Estado da Cultura, Assis Brasil, visitou a cidade de Barra do Quaraí, onde foi recebido pelo prefeito Iad Choli.
Assis Brasil entregou um kit de livros para a renovação do acervo da Biblioteca Pública Municipal. As obras são do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas (SEBP) e as edições do Instituto Estadual do Livro ( IEL) desde 2011. “A biblioteca é a alma de uma comunidade, e quanto melhor a biblioteca melhores serão seus cidadãos”, afirmou o secretário. A comunidade retribuiu com a apresentação da Invernada Mirim do Projeto Social da Brigada Militar.


Mensalmente o SEBP separa kits semelhantes que podem ser retirados pelas bibliotecas públicas municipais na Av.Borges de Medeiros 1501, 19º andar.
Encontro com a comunidade
O município mais distante de Porto Alegre, Barra do Quaraí é um dos extremos do Rio Grande do Sul (o outro é o Chuí), está a 717 km da capital. Com quatro mil habitantes a cidade tem fronteira fluvial com a Argentina, pelo rio Uruguai, e com o Uruguai, pelo rio Quaraí, onde há a ponte internacional que liga os dois países e já possibilitou uma forte atividade comercial, mas hoje a economia do município se baseia na agropecuária.
Assis Brasil participou também de uma audiência pública com a comunidade cultural, vereadores e professores de Barra do Quaraí. O encontro teve a participação especial do diretor da Casa de Cultura de Bella Unión (UY), Beto Moraes.
 O prefeito Iad Choli apresentou as potencialidades culturais da região e definiu o dia como histórico, pois desde sua emancipação em 1995, é a primeira vez que o município recebe um secretário de estado da cultura. “Aqui fazemos uma verdadeira integração internacional e o ponto desta integração é a cultura”, disse.
O titular da pasta da cultura destacou a relevância geopolítica e geocultural da cidade. “Barra do Quaraí ocupa um espaço singular na cultura brasileira recebendo e gerando influências. É um exemplo de convivência internacional e do que os brasileiros podem fazer junto com seus vizinhos”, completou Assis Brasil.

Projetos de resgate histórico
Entidades públicas e privadas que cuidam da valorização do patrimônio cultural e histórico da cidade entregaram ao secretário um dossiê com o diagnóstico e projeto para a recuperação do prédio da antiga estação férrea, onde o sonho da comunidade é construir um Museu Municipal. A ferrovia foi responsável pelo apogeu econômico de Barra do Quaraí na época do charque.
O município possui amplo acervo, inclusive arqueológico, em residências e empresas privadas. Uma dessas pessoas é o escritor e comerciante João Albino da Rosa, que mostra orgulhoso sua coleção e os livros de onde saem as histórias que ele conta para os estudantes da rede pública de Barra do Quaraí.
O secretário colocou à disposição os técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (IPHAE) para o diagnóstico arquitetônico do antigo prédio e o Sistema Estadual de Museus para ajudar no projeto do acervo municipal. Assis Brasil   chamou a atenção para os editais do Fundo de Apoio à Cultura que serão publicados dia 27 de agosto e aos quais a prefeitura pode habilitar alguns dos projetos.



Integração
O diretor da Casa de Cultura de Bella Unión (UY), Beto Moraes, abordou a necessidade de reafirmar o conceito de fronteira trinacional e de diversidade cultural que une Brasil, Uruguai e Argentina na região. Moraes citou ainda os trabalhos literários produzidos em “portunhol” para que a língua do povo da fronteira seja tratada como uma forma de linguagem. O secretário Assis Brasil disse que já vem conversando com acadêmicos dos dois países sobre o assunto e que “o portunhol já começa a ser um objeto de cultura e de reflexão acadêmica”.

Apresentação cênica em Alegrete

Terceira Capital Farroupilha receberá evento dia 08 de setembro
À tarde o secretário conheceu o Centro Cultural de Alegrete, onde será realizada a apresentação cênica “De Seival a Porongos”, no dia 08 de setembro, às 14h. Com o prefeito Erasmo Guterres Silva, acertou os últimos detalhes para o evento que é a última etapa do projeto de valorização das capitais Farroupilhas iniciado em 2011 em Piratini.



quinta-feira, 22 de agosto de 2013

ATLA 2014 – mais uma oportunidade para as Bibliotecas Públicas



O Programa Global Libraries, da Bill & Melinda Gates Foundation, acaba de abrir inscrições para o prêmio, conhecido também como ATLA (Access to Learning Award), que visa reconhecer as bibliotecas públicas que inovam em serviços de acesso à informação, contribuindo com o desenvolvimento individual e comunitário através da disponibilização e mediação de ferramentas tecnológicas, como a internet.

O prazo final de inscrição é 30 de setembro de 2013 e a iniciativa premiada receberá a quantia de 1 milhão de dólares para dar continuidade e ampliar suas atividades.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Conheça a lista de patronáveis da 59ª Feira do Livro de Porto Alegre



A Câmara Rio-Grandense do Livro (CRL) divulgou, na manhã desta terça-feira, a lista com os nomes dos dez patronáveis da 59ª Feira do Livro de Porto Alegre. Na próxima etapa da eleição, associados, diretoria da CRL, ex-patronos e representantes da comunidade cultural votam em três dentre os indicados. O nome do patrono deve ser anunciado no início de setembro.

Na escolha serão levados em conta aspectos como qualidade, extensão e importância do conjunto da obra; representatividade no meio intelectual e na sociedade; e serviços prestados ao livro.

A seguir, confira os patronáveis da Feira:

Airton Ortiz - Nasceu em Rio Pardo (RS) em 1954. É jornalista, explorador e escritor especializado em viagens. Seus livros são resultado de viagens que empreende em busca de aventuras para contar aos leitores. Até o momento, já lançou 15 dessas narrrativas, incluindo Expresso para a Índia (2003) Na Estrada do Everest (2001), Pelos Caminhos do Tibete (2002), Egito dos Faraós (2005) e Havana (2010). Também já experimentou a prosa de ficção, com os romances Cartas do Everest (2008) e sua obra mais recente, Gringo, publicada no ano passado.

Caio Ritter - Natural de Porto Alegre, é professor e escritor. Mestre e doutor em Literatura Brasileira, ministra oficinas de criação literária e tem diversos livros publicados, entre infantis, juvenis e contos. Entre as obras publicadas estão Eu e o silêncio do meu pai, Sete patinhos na lagoa, Pedro Noite e As luas de Vindor. Em 2012 foi finalista do Prêmio Jabuti na categoria Juvenil com A filha das sombras. Recebeu os prêmios Açorianos (2004, 2006 e 2009), 1º Barco a Vapor (2005), Ages - Livro do ano (2005 e 2006), Orígenes Lessa (2007), além do Selo Altamente Recomendável (2007) e de participar dos Catálogos de Bolonha e White Ravens. Teve vários livros selecionados por programas governamentais, tais como PNBE e Kit Escolar BH.

Celso Gutfreind - Nasceu em Porto Alegre em 1963. É médico, doutor em psicologia clínica e pós-doutor em Psiquatria da Infância e da Adolescência. Sua atuação acadêmica é voltada para a pesquisa da utilização terapêutica do conto, reunida no livro O Terapeuta e o Lobo. Já publicou 26 livros, reunindo poesias, ensaios e literatura infantil. Entre os trabalhos de não ficção, um dos destaques é Narrar, Ser Mãe, Ser Pai. Entre outros títulos, contam-se Fera Domada (reeditado em 2010 como O Nome da Fera), É Fogo, A Dança e o Verbo, A Almofada que não Dava Tchau e Domingo para Sempre & Outras Histórias sobre Nunca. Seu trabalho mais recente foi o livro de poemas Em Defesa de Certa Desordem, publicado este ano.

Cíntia Moscovich - Nasceu em Porto Alegre em 1958. É escritora, jornalista, mestre em Teoria Literária e foi diretora do Instituto Estadual do Livro do Rio Grande do Sul. Em 1995, ganhou o Concurso de Contos Guimarães Rosa, da Rádio France Internationale, de Paris. Entre suas obras, estão O reino das cebolas, de 1996, que rendeu indicação para o Prêmio Jabuti. Já lançou livros de contos, como Anotações durante o Incêndio e Arquitetura do Arco-Íris, e romances como Duas Iguais e Por que Sou Gorda, Mamãe?. Em 2009, uma de suas histórias curtas foi incluída na nova edição da antologia Os Melhores Contos Brasileiros do Século, organizado por Ítalo Moriconi para a editora Objetiva. Seu mais recente trabalho foi o volume de contos Essa Coisa Brilhante que é a Chuva (2012).

Cláudia Tajes - Escritora e publicitária, nasceu em Porto Alegre, em 1963. É colunista do caderno Donna, de ZH. Também atua como roteirista de televisão. Sua obra é composta de romances que fazem do humor o tom dominante, com um olhar irônico dedicado às mazelas da mulher contemporânea. Entre seus livros publicados estão As Pernas de Úrsula & Outras Possibilidades (2001), Dez (Quase) Amores (2002), A Vida Sexual da Mulher Feia (2005), Louca por Homem (2007) e Só as Mulheres e as Baratas Sobreviverão (2010). Seu trabalho mais recente foi o romance Por Isso eu Sou Vingativa, lançado na Feira do Livro de 2011. No mesmo ano, sua obra Louca por Homem foi adaptada para a série Mulher de Fases, do canal HBO.

David Coimbra - Nascido em Porto Alegre em 1962, é jornalista de Zero Hora, onde exerce a função de editor executivo de Esportes. É também um dos cronistas mais lidos do Estado e já publicou reuniões de seus textos de imprensa em volumes como A Mulher do Centroavante e A Cantada Infalível. Praticamente contemporâneo da arte ancestral do folhetim, David também já publicou em seu blog histórias seriadas que mesclam erotismo, humor e atmosfera pulp - algumas delas mais tarde editadas em livro, como Pistoleiros Também Mandam Flores (2007) e Cris, A Fera, e outras Mulheres de Arrepiar (2008). Também enveredou pelo romance transformando o fato histórico da tragédia da Rua do Arvoredo, em Porto Alegre, na narrativa Canibais (2005). Seu trabalho mais recente é o ensaio de divulgação histórica Uma História do Mundo (2012).

Fabrício Carpinejar - Poeta, jornalista e mestre em Literatura Brasileira pela UFRGS, Carpinejar nasceu em Caxias do Sul em 1972. É autor de, entre outros, As solas do sol (1998), Biografia de uma árvore (2002), Caixa de sapatos (2003), e Como no céu/Livro de visitas (2005). Ganhou duas vezes o Prêmio Açorianos, em 2001 e 2002, na categoria poesia, e recebeu em 2009 o Prêmio Jabuti na categoria Contos e Crônicas com sua coletânea de crônicas Canalha!. A partir daí, passou a publicar regularmente coletâneas de crônicas, como Mulher Perdigueira (2010) e Borralheiro (2011). A mais recente, lançada este ano, é Espero Alguém.

Francisco Pereira Rodrigues - Com cem anos de idade, é o mais velho candidato a patrono desde a instituição do atual método de escolha. Nascido em Santo Amaro, é advogado, contista, poeta e escritor, e tem uma obra voltada para o regionalismo e para os temas gauchescos. Foi presidente da Estância da Poesia Crioula e da Academia Rio-Grandense de Letras. Entre as suas obras estão Cincerros de Sol (1982), Quintilhas do Meu Tear (1983), Governicho e a Revolução Federalista (1990) e Um Pedaço do Rio Grande (1994), entre outros, além de artigos em jornais e revistas especializadas.

Luís Augusto Fischer - Crítico, professor de literatura brasileira na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e escritor, nasceu em Novo Hamburgo, em 1958. É colunista do jornal Zero Hora. Tem publicados vários livros de contos, crônicas e ensaios. É autor de um best-seller local, o Dicionário de Porto-Alegrês (1999), e também do Dicionário de Palavras e Expressões Estrangeiras (2004). Já enveredou pela prosa de ficção com os livros de contos Rua desconhecida, o Edifício do lado da sombra e a novela Quatro Negros (2005). Foi o organizador da mais recente edição de Contos Gauchescos e Lendas do Sul, de Simões Lopes Neto, bem como dos inéditos Terra Gaúcha – Histórias de Infância e Artinha de Leitura, do mesmo autor, publicados este ano.

Maria Carpi - Nascida em Guaporé, em 1939, mora em Porto Alegre desde os 15 anos. Começou a publicar seus poemas aos 50 anos. É mãe de outro dos candidatos desta edição, Fabrício Carpinejar. Professora, advogada, Defensora Pública, já publicou, entre outros, Nos Gerais da Dor (1990), Desiderium Desideravi (1991), Vidência e Acaso (1992) e A Migalha e a Fome (2000). Também organizou as antologias pessoais Pequena Antologia (1992) e Caderno das Águas. Seu livro mais recente, A Chama Azul, venceu o Açorianos 2012 na categoria Poesia.


sexta-feira, 16 de agosto de 2013

15ª Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo.

Nos dias 27, 28, 29, 30 e 31 acontecerá a 15ª Jornada Nacional de Literatura, em Passo Fundo.



A Jornada Nacional de Literatura de 2013 está voltada ao futuro e ao hoje, porque como toda grande ideia e toda grande obra, não vive sem o que virá e o que está vivendo.  “Leituras jovens do mundo” é o tema. Falaremos sobre os jovens, falaremos com os jovens, ouviremos os jovens e nos transformaremos com eles, pois é do jovem a vida em frente, as mudanças urgentes, a vida hoje.

E o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, também estará presente na Jornada. A coordenadora do SEBP, Rosana de Lemos Vasques, participara do "ENCONTRO INTERNACIONAL DE BIBLIOTECÁRIOS E MEDIADORES DE LEITURA- Biblioteca, Inovação e Comunidade". Que ocorrerá entre os dias 28 e 31 de agosto, e faz parte da Jornada Literária. Confira a programação do Encontro.


Horário: das 8:30 às 11:30
Local: Auditório do ICEG (prédio B5) – Campus I – UPF






Quarta-feira 28/08



8:30 às 8:50


José Castilho Marques Neto – PNLL (Brasil)



8:50 às 9:50


Glória Maria Rodrigues - Medellín (Colômbia)



9:50 às 10:20


Luís Yepes Osorio – COMFENALCO – Medellín (Colômbia)



10:20 às 10:40


Carolina Jaramillo – Fundación EPM – Medellín (Colômbia)



10:40 às 11:00


Ana Maria Montoya Velasquez– Fundación EPM – Medellín (Colômbia)



11:00 às 11:30


Debates








Quinta-feira 29/08



8:30 às 9:30


Cristina Mello – Coimbra (Portugal)



9:30 às 10:30


David Vernon Vieira – UFC (Brasil)



10:30 às 11:00


Jéferson Assunção – Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul (Brasil)



11:00 às 11:30


Debates








Sexta-feira 30/08



8:30 às 9:30


Esteban Gutiérrez – CONABIP (Argentina)



9:30 às 10:20


Ezequiel Theodoro da Silva (Brasil)



10:20 às 10:40


Maria do Carmo Mizetti – Sistema Estadual de Bibliotecas Escolares do Rio Grande do Sul – SEBE (Brasil)



10:40 às 11:00


Rosana de Lemos Vasques - Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Rio Grande do Sul (Brasil)



11:00 às 11:30


Debates








Sábado 31/08







8:30 às 9:30


Constanza Mekis – Centro de Recursos para Aprendizagem – CRA (Chile)



9:30 às 10:00


Fabíola Ribeiro Farias – Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte (Brasil)



10:00 às 11:00


Nino Roberto S. Machado – UPF (Brasil)



11:00 às 11:30


Debates











Mais informações: http://jornadasliterarias.upf.br/15jornada/index.php/15o-jornada.html

Prêmio e Jornada da Diversidade serão lançados neste domingo.




O Governo do Estado do RS lançará, neste domingo, o I Prêmio Diversidade RS (no valor de R$ 360 mil, promovido pela Secretaria de Cultura do RS, por meio da Diretoria de Cidadania e Diversidade Cultural) e a II Jornada da Diversidade RS. O evento, que iniciará às 11h, contará com a apresentação do grupo de hip hop cubano Krudas Cubenci e será realizado na Travessa dos Cataventos da Casa de Cultura Mário Quintana.


Krudas Cubensi, uma dupla de MCs Cubanas, formada pelas artistas Odaymara Cuesta e Olivia Prendes, um Rap com uma carga ideológica de luta por direitos das mulheres, negras, feministas, lésbicas, assim pregando uma postura anti-patriarcal.







PRÊMIO DIVERSIDADE RS


A Secretaria de Cultura do RS, por meio da Diretoria de Cidadania e Diversidade Cultural, lança o I Prêmio Diversidade RS. O Prêmio, inserido no contexto da II Jornada da Diversidade do RS, visa reconhecer uma série de personalidades, grupos e ações que promovem a diversidade cultural no estado do Rio Grande do Sul. Serão 6 categorias, totalizando R$ 360 mil: hip hop (R$100mil), capoeira (R$100mil), cultura negra (R$40mil), culturas populares (R$40mil), carnaval de rua (R$40mil) e cultura dos direitos humanos (R$40mil).






II JORNADA DA DIVERSIDADE RS


A Jornada da Diversidade do Rio Grande do Sul é a expressão da mobilização histórica de inúmeras pessoas, movimentos, organizações e instituições no sentido de promover o avanço, a consolidação e a preservação da diversidade do/no estado. Apresenta-se não como a soma dos elementos que compõem um mosaico de singularidades fragmentadas, mas visa, acima de tudo, promover a articulação, convergência, alteridade, transversalidade temática, a possibilidade de não só nos respeitarmos, mas que possamos compartilhar saberes e fazeres, produzindo novas formas de ser, pensar e agir no mundo. Enfim, que possamos viver a Diversidade como um projeto político potente, que tem como objetivo a construção de um novo paradigma sociocultural.







Para saber Mais: www.facebook.com/jornadadadiversidade

terça-feira, 13 de agosto de 2013

SEBP INFORMA!

Devido a simulação de evacuação do Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF), nesta quarta feira 14/08, as atividades do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas serão no horário: 09:00 às 13:00. Solicitamos aos municípios que estavam com a programação de retirar o kit de livros nesta data, que venham pelo horário da manhã.

Agradecemos a compreensão.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Funcionário que ler um livro por mês recebe 14° salário #Curiosidade

Empresa Rede de Concessionárias Cometa, com sede em Mato Grosso, na cidade de Cáceres, encontrou uma forma interessante de aumentar as vendas e agregar conhecimentos aos que os funcionários já possuem sobre o negócio e, com isso, melhorar o entrosamento entre eles.

 Tudo através da leitura, pelo programa literário “Cometa Leitura”! Para incentivar participações, a cometa rede de concessionárias, paga o 14º salário no fim do ano para o funcionário que ler um livro por mês, desde que a unidade do empregado bata as metas de vendas e metas administrativas. O Funcionário deve ler livros que fazem parte do acervo das bibliotecas da empresa, que possui cerca de 300 exemplares em cada unidade.

 Cada filial possui seu próprio acervo. Liderança, gestão, relações interpessoais, auto-ajuda até publicações sobre a área de atuação do negócio, são temas mais requisitados pelos funcionários. Os funcionários também podem sugerir novos títulos e a direção decide se são pertinentes ou não.

 Além da leitura, é necessário entregar um resumo para a área de recursos humanos! Cristinei Melo, presidente do Grupo Cometa disse: "Alguns colaboradores comentam o quanto cresceram depois que passaram a ler frequentemente, dizem que o relacionamento em casa melhorou e até voltaram a estudar"! Em todas as lojas do Grupo, além das bibliotecas há diversos projetos sociais que vão desde o plantio de árvores frutíferas na casa das famílias carentes, alfabetização de adultos a sessões de filmes para crianças moradoras de cidades em que o cinema mais próximo ultrapassa mil quilômetros.

 A idéia de adotar a leitura como ferramenta de capacitação profissional surgiu da deficiência em achar pessoas com nível superior. Diante disso, a empresa precisou capacitar novos funcionários. Assim, além de cursos, treinamentos e congressos, foi criado projeto dos livros. Isso é uma maneira de incentivá-los para que leiam e estejam sempre se atualizando. É uma formação pessoal e profissional muito boa que tem dado ótimos resultados. Isso ajudou os colaboradores a crescerem muito. Como exemplo, 99% dos gerentes começaram de baixo e foram desenvolvendo suas habilidades. 

A média de leitura é muito alta, aproximadamente 95% dos funcionários lêem. Além disso, os mesmos são incentivados a discutirem os novos conhecimentos adquiridos. Podemos sugerir esse programa de leitura aos deputados que estavam recebendo o 14° salário, e que foi cortado. Lendo um livro ao mês, poderão melhorar e muito seus conhecimentos. Pra iniciar o programa literário, sendo o primeiro livro do ano, indico a Constituição Brasileira! Assim, quem sabe, farão jus ao 14° salário tão cobiçado. Com o programa literário na Câmera, logo teremos um plenário repleto de deputados de altíssimo nível cultural, algo que a nação está seriamente carente!

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Bibliotecas pelo Mundo!

Para você que acompanha o blog do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, essa semana lançamos mais uma publicação semanal, o "Bibliotecas pelo Mundo!". Mostrando bibliotecas antigas, e famosas por todo o globo.

E a primeira biblioteca que o SEBP mostra para vocês, é a Biblioteca de George Peabody.

A Biblioteca George Peabody, da cidade de Baltimore, Maryland - EUA, data da fundação do Instituto Peabody, em 1857. Nesse ano, George Peabody, um filantropo nascido em Massachusetts, dedicou o Instituto Peabody para os cidadãos de Baltimore como agradecimento a sua gentileza e hospitalidade.

O Instituto Peabody é composto por uma biblioteca pública, um auditório para palestras, um conservatório de música e uma coleção de arte. O Instituto é hoje uma divisão da The Johns Hopkins University.



O edifício da Biblioteca, que foi inaugurado em 1878, é reconhecido pela sua impressionante arquitetura interior. A Sala Stack Peabody contém cinco camadas de rochas ornamentais em ferro fundido e varandas que se elevam de forma dramática para a clarabóia, à 18,6m acima do piso.

A biblioteca é composta por uma coleção de referência contendo mais de 300.000 títulos, a maioria dos quais datam do período entre os séculos XVIII e XX. Entre as áreas mais importantes estão as coleções de arte, arqueologia e arquitetura britânica, história britânica e americana, biografia, literatura inglesa e americana, línguas românicas e da literatura, clássicos gregos e latinos, história da ciência, geografia, além de livros sobre exploração e viagens, incluindo uma grande mapoteca.



quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Rafael Pinter lança livro de poemas na CCMQ


Um Patinho Feio é a primeira obra de Rafael Pinter (Rafazz), cujo título presta homenagem ao primeiro livro de Carlos Drummond de Andrade, Alguma Poesia (1930), que terá lançamento no dia 3 de julho (sábado), às 14h, no mezanino da Casa de Cultura Mario Quintana. Editado pela editora independente Sebinho (fictícia), criação do autor e de Luciana Valiente, tem prefácio assinado por Tiago Martins, professor formado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
A publicação PE dividida O livro é divido em três partes: A primeira abrange Poesia Matinal, com poesias curtas de uma ou duas estrofes, inspiradas em Do Caderno H, de Mário Quintana. A segunda é Poesia dos Amantes, com poemas que abordam temas como o amor e a amizade. Finalmente Poesia do João, da Maria, da Morte e da Poesia, traz poemas que buscam o universal, apresentando traços de uma poesia social inspirada em Drummond, produto da relação do Eu-lírico com o cotidiano do mundo pós-moderno, e trazendo, também, poemas com reflexões metaficcionais. Ao longo vão se tornando mais densos e complexos, bordando uma poesia que, após ser matinal e amante, torna-se presente, cotidiana e palpável, sem abandonar os temas anteriores.