segunda-feira, 8 de julho de 2013

Secretário de Cultura do RS visita a Biblioteca Justino Guimarães Neto em Ibirubá



No dia 02 de julho de 2013, o Secretario Estadual da Cultura Luiz Antônio de Assis Brasil visitou a Biblioteca Pública Justino Guimarães Neto, de Ibirubá, onde em companhia do Bibliotecário Jorge Ferreira, conheceu as dependências e setores da biblioteca e autografou alguns livros de sua autoria, que fazem parte do acervo, dedicando-os a todos os leitores e leitoras da BPJGN.

Quando assumiu a Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) do Rio Grande do Sul, em 3 de janeiro de 2011, após ter sido convidado pelo governador Tarso Genro, já em seu discurso de posse, Assis Brasil declarou pretender e realizar “encontros setoriais de cultura”, para retomar o diálogo com a comunidade de artistas e gestores, bem como fortalecer os laços da Secretaria com o Conselho Estadual de Cultura, órgão responsável pela aprovação de projetos beneficiados pela Lei de Incentivo à Cultura.

Estreiou como escritor em 1976, publicando o romance Um Quarto de Légua em Quadro, lançado na 32.° Feira do Livro de Porto Alegre. Recebeu por seu primeiro livro o prêmio Ilha de Laytano. Foi também em 1976 que Assis Brasil também iniciou sua trajetória como administrador cultural: como chefe da secção de Atividades Artísticas da prefeitura de Porto Alegre; como diretor do Centro Municipal de Cultura de Porto Alegre em 1981; e como diretor do Instituto Estadual do Livro em 1983.

Obras:

1976 – Um quarto de légua em quadro;
1978 – A prole do corvo
1981 – Bacia das almas
1982 – Manhã transfigurada
1985 – As virtudes da casa
1986 – O homem amoroso
1987 – Cães da província
1990 – Videiras de cristal
1992 – Perversas famílias
1993 – Pedra da memória
1994 – Os senhores do século
1997 – Concerto campestre
1997 – Anais da Província-Boi
1997 – Breviário das terras do Brasil
2001 – O pintor de retratos
2003 – A margem imóvel do rio
2006 – Música perdida
2008 – Ensaios Íntimos e Imperfeitos
2012 – Figura na Sombra
Entre outros, recebeu os seguintes prêmios:

Prêmio Literário Nacional, do Instituto Nacional do Livro (1987), por Cães da Província;

Prêmio Erico Verissimo (1987) pelo conjunto de sua obra;

Prêmio Literário Machado de Assis, da Biblioteca Nacional (2001), por O pintor de retratos;

Prêmio Jabuti (2003), por A margem imóvel do rio. Menção;

Prêmio Portugal Telecom de Literatura Brasileira (2004), por A margem imóvel do rio. O único romance entre os três vencedores.
Vários de seus livros foram levados ao cinema:

Concerto campestre, com o mesmo título;
Videiras de cristal, com o título de A paixão de Jacobina
Um quarto de légua em quadro, com o título de Diário de um novo mundo.
Manhã Transfigurada, com o mesmo título.



A Biblioteca Pública Municipal Justino Guimaraes Neto está aberta para o atendimento ao píblico das 8 às 11h45min. e das 13h30min. às 17h15min, não havendo pagamento de inscrição ou taxas para o empréstimo de livros e outros materiais do acervo, contando com o Setor de Referência, Arquivo dos Diários Oficiais (1971 a 2009) e dos jornais O Alto Jacui e Visão Regional (desde suas fundações), Setor Infantil (livros, gibis e brinquedos), Setor de Literatura para Jovens e Adultos com amplo e diversificado número de títulos.

Fonte: http://jeacontece.com.br/?p=62339

Nenhum comentário:

Postar um comentário