quinta-feira, 18 de julho de 2013

Franklin da Cunha toma posse na Academia Rio-Grandense de Letras

Como representante do governador Tarso Genro, o secretário de Estado da Cultura, Assis Brasil, entregou a medalha de posse ao médico e escritor Franklin da Cunha que passa a ocupar a cadeira de número 9 da entidade.

A cerimônia, presidida por Sérgio Borja, foi realizada no final da tarde dessa quarta-feira (17) no auditório do Palácio Histórico do Ministério Público. O novo acadêmico teve como paraninfo o escritor José Degrazia que em sua fala de apresentação classificou Franklin como um renascentista. “A leitura de seus livros nos mostra que ele é um renascentista. Um homem estudioso da ciência, da filosofia e da história. Seus ensaios e ficções se completam em um todo harmônico”, destacou.
O patrono da cadeira nº 9 é Ramiz Galvão, que também foi médico e escritor, e o antecessor de Cunha foi frei Rovílio Costa, cuja biografia foi relembrada no discurso de posse do novo acadêmico.  Além disso, Franklin ressaltou a falta de atenção para com as perdas linguísticas do mundo. “Quando uma língua se extingue perde-se milhares de anos do desenvolvimento cultural de um povo”, disse e encerrou citando a importância da academias e feiras literárias, bem como das Feiras de Livros para a manutenção do conhecimento por meio da palavra escrita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário