quarta-feira, 28 de novembro de 2012

1º Concurso de Curta Documentários com temática referente à Lei Maria da Penha

Interessados terão até o dia 21 de dezembro para inscrever trabalhos e participar do 1º Concurso de Curta Documentários com temática referente à Lei Maria da Penha. O concurso é promovido pela Câmara dos Deputados, com apoio do Banco Mundial.

Os vídeos, com duração de 5 a 10 minutos, deverão contar histórias inéditas, no formato documentário ou reportagem, relacionados ao tema.

Com o tema, "Tem uma história sobre a Lei Maria da Penha? Conte para o mundo!", o Concurso vai premiar cinco ganhadores com o valor de R$ 10 mil reais cada, além de dar a eles a oportunidade de ter os vídeos divulgados pela TV Câmara e pela rede de parceiros do Banco Mundial em todo o mundo.

Podem participar do concurso pessoas físicas e jurídicas - associações, grupos registrados, ONGs, produtoras de audiovisual, fundações e outras organizações - privadas ou públicas, detentoras dos direitos patrimoniais das obras audiovisuais a serem inscritas.
Mais informações em:
http://www.curtamariadapenha.com.br/
 
 

Exposição: Giorgio Morandi no Brasil

Entre 30 de novembro de 2012 e 24 de fevereiro de 2013, a Fundação Iberê Camargo, com o apoio do Museo Morandi, apresenta sua última exposição temporária do ano, dedicada à obra de Giorgio Morandi. Com curadoria de Alessia Masi e Lorenza Selleri, Giorgio Morandi no Brasil  traz para o espaço expositivo da Fundação cerca de 40 pinturas e 15 gravuras organizadas cronologicamente. O conjunto permite a aproximação do público com o processo criativo e produtivo do artista italiano, calcado em questões como a forma, a significação dos objetos, o ritmo das pinturas e a influência da luz na representação pictórica – esta ultima a grande guia da obra morandiana. Quatro obras nunca antes apresentadas em solo brasileiro também compõem a seleção, além do documentário  "La polvere di Morandi", de Mario Chemello, sobre a vida do artista.  





Exposicao
  aberturaDe terça a domingo das 12h às 19h e quinta das 12h às 21h último acesso terça a domingo às 18h30 e quinta às 20h30  29 de novembro de 2012, das 19 às 21h 
CuradoriaAlessia MasiLorenza Selleri

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Programação 27ª Feira do Livro e 8ª Festa da Leitura de Osório/RS

27ª Feira do Livro e 8ª Festa da Leitura de Osório/RS



Dia vinte e seis de novembro de 2012.


PROGRAMAÇÃO

26/11 – II Encontro de Biblioteca Públicas e Escolares do Litoral Norte

12h Almoço de confraternização por adesão Morro da Borússia

14h – Apresentação dos Projetos e atividades desenvolvidos pelo
Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do RS - SEBPRS.

Palestrante: Rosana de Lemos Vasques /Coord. SEBPRS

14h45 – Marco Legal para implantação de um Sistema Municipal de
Bibliotecas

Palestrante: Loiva Teresinha Serafini – Bibliotecária da Assembleia
Legislativa do Estado do RS

15h20 – Intervalo

15h30 – Apresentação do Programa Agentes de Leitura

Palestrante Márcia Gibbon /Coord. do Programa Agentes de Leitura/RS

16h- Perspectivas das ações e atuação conjunta das Bibliotecas do Litoral
Norte para 2013.

Mediação: Rosane Hammel – Coord. da B.P.M.Fernades Bastos

18h – Entrega dos certificados e Encerramento



Observações:

A abertura da 27ª Feira do Livro de Osório será às 19h
Solicitamos confirmar a presença no almoço por adesão até o dia 22/
11(quinta-feira) valor por pessoa R$20,00
Outras informações fone: 51 3663 7440 (Rosane ou Simone)


No link abaixo, encontra-se a ficha de inscrição para o evento:

https://docs.google.com/open?id=1ug8fqXAmooLPJEKMlZlffsYITztgna2qit-aeVjntkUohfLjJ0LEf1WoMwYX

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Ex-morador de rua dirige bicicloteca no centro de São Paulo




Robson César Correia de Mendonça, um gaúcho de Alegrete, tem uma história exemplar para apresentar a todos, a de sua vida e de sua biblioteca móvel.
Nas ruas de São Paulo, tentou a sorte para dar a sua família uma vida melhor. Sozinho, desembarcou na cidade com 200 mil reais - fruto de seu trabalho pecuário no interior do RS - e logo em seguida foi vítima de um sequestro, no qual os homens levaram todo seu dinheiro. Desorientado na grande são paulo, se perdeu de sua família, e começou a perambular pelas ruas, dormindo em praças. Foi morar em um albergue em Santo Amaro, na zona sul, do qual retornou para a região da praça da República para vender picolés. Tempos depois, viu em uma vitrine de uma loja, um aparelho de televisão passando um noticíario, no qual anunciava um acidente de carro com sua mulher e filhos. Robson entrou em depressão, e para fugir das drogas e encontrar uma ocupação, se apegou aos livros.


Robson foi marcado especialmente pelo livro "A Revolução dos Bichos", de George Orwell, que encontrou em uma minibiblioteca de um albergue no Brás. O título da obra chamou a sua atenção. "Comecei a pensar que, se os animais são capazes de mudar suas vidas, por que nós, que somos animais racionais, não podemos mudar?".
Em sua trajetória, encontrou o empreendedor Lincoln Paiva, dono de uma consultoria voltada para projetos de mobilidade urbana, a Green Mobility. Lincoln enxergou em Robson a vontade de espalhar esse desejo pela literatura, e apostou em suas ideias para construir a biblioteca móvel.






O objetivo desde projeto era emprestar livros a quem quer que fosse. Desde moradores de rua, até pessoas que passavam todo o dia por aquele local, sem burocracia nenhuma e nem cobranças.
Em um final de semana de cada mês, Robson e Lincoln organizam, com a bicicloteca, um passeio gratuito por pontos do centro de São Paulo que representam episódios significativos da história literária brasileira. Integram o itinerário, por exemplo, o local em que nasceu Álvares de Azevedo, a biblioteca onde Euclides da Cunha fez a primeira leitura de "Os Sertões" e um prédio em que morou Monteiro Lobato.
A biblioteca móvel é patricionada por um escritório de advocacia no momentom, e não é por acaso, já que Robson é chamado pela polícia de "advogado dos mendigos", já que defende os moradores de rua quando necessário.


Via: http://www1.folha.uol.com.br/empreendedorsocial/minhahistoria/1178584-ex-morador-de-rua-dirige-bicicloteca-no-centro-de-sao-paulo.shtml

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Amazon libera empréstimo de e-readers


Desde o final do mês de outubro, a empresa Amazon liberou por sua plataforma Kindle, o empréstimo de livros eletrônicos entre usuários. Apesar de autorizado, este empréstimo não é livre. Somente obras autorizadas participam deste sistema, além de cada usuário poder realizar uma troca a cada 14 dias, e enquanto estiver emprestado para outro usuário, o dono do e-book não poderá acessá-lo. 

A Amazon não divulga números, mas analistas acreditam que 5 milhões de unidades serão vendidas neste ano - e mais de 8 milhões no ano que vem.
Em julho, a Amazon afirmou que a venda de livros para o Kindle já supera a comercialização de obras no formato tradicional.

Via: Folha de São Paulo


quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Programação de Novembro Biblioteca Lucilia Minssen

Teatro infantil: Teatro do Macaquinho 
Apresentação Cia Teatral Filhinhos da Mamãe

Release: Era uma vez... um macaquinho muito bagunceiro e brincalhão, que adora brincar com seus amigos da floresta, um dia o lobo mau cara de pau surge e a bruxa Gisele Bicho para terror dos pobres e indefesos bichinhos! Mas eis que o rei Leão surge, para trazer uma mensagem importante: ser grande é saber respeitar o espaço do pequeno, porque não podemos ser amigos e brincarmos todos juntos!

Período: 03 a 30 de novembro, sábados e domingos às 16h. Ingresso: 10,00 desconto 50% clubinho ZH. Nas sextas-feiras com agendamento para turma de escolas. 

Local: Sala Lili Inventa o Mundo


  • OFICINAS E CURSOS NO MÊS DE OUTUBRO 

CURSO ARTE, BRINCADEIRA E EXPRESSÃO.

Ministrante: Viviane Juguero - Coordenadora do Bando de Brincantes

Viviane Juguero é artista, escritora, compositora , cantora e professora, produtora do Bando de Brincantes. É Bacharel em Interpretação Teatral pelo Departamento de Arte Dramática da UFRGS. Tem em seu currículo dezenas de espetáculos de teatro, música e circo para adultos e crianças, além de ministrar cursos sobre arte e produção cultural. Com o Bando recebeu o Prêmio Açorianos de Música, na categoria Melhor Disco Infantil, com JOGOS DE INVENTAR, CANTAR E DANÇAR. Foi diretora do Teatro de Arena de Porto Alegre e é a idealizadora do Curso Superior de Tecnologia em Produção Cênica da Faculdades Monteiro Lobato . Mais informações no site: www.bandodebrincantes.com.br



PROGRAMA:

28/11: Turma A, das 14h às 17h e 29/11: Turma B, das 18h30 às 21h30

Cantigas, brincadeiras, historietas, jogos de sentido e troca de afeto, em atividades para crianças de zero a dois anos.

MODULO V: CRIAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE HISTÓRIAS


05/12: Turma A, das 14h às 17h e 06/12: Turma B, das 18h30 às 21h30

Técnicas de contação de histórias; expressão corporal e vocal; criação de histórias interativas com a construção de estímulos visuais e sonoros.

INVESTIMENTO: R$ 30,00 por oficina.
Local: Sala Lili Inventa o Mundo 

Informações e inscrições pelo telefone (51) 3225-7089.




Projeto Literatura, Leitura e Multimeios

Oficina : “Festa da Literatura”- Da Ludicidade á Responsabilidade Social.


A importância da contação de historias na vida emocional das pessoas.

DICAS E TÉCNICAS PARA CONTAR E OUVIR HISTORIAS.

Ministrante: Jussara Mello. Professora, escritora e arte-educadora. 

Participação especial Drª Marilia Papaléu Fischtner, Psicóloga e Professora.

Dia: 08 de novembro. Turma de manhã das 9h as 12h ou tarde das 14h as 18h.
Investimento: R$ 30,00 

Inscrições através do fone: 32257089 ou e-mail: bibliotecaluciliaminssen@gmail.com


Atividades na Brinquedoteca Pé de Pilão.


Hora do Conto: Adivinha quanto te amo.
Periodo: nas quartas-feiras das 14h30 às 16h 

Adaptação da historia de Sam Mcbratney contada por Junior Rodrigues.

Release: Às vezes, quando se ama alguém muito, mas muito mesmo, fica o desejo de achar um jeito de mostrar quanto esse sentimento é grande. Nesta fábula, o Coelhinho e o Coelho Pai vão acabar descobrindo, que o amor não é uma coisa assim tão fácil de medir...
Local: Brinquedoteca Pé de Pilão na BLM 

Entrada Franca com agendamento para escolas publicas através do fone: 32257089.


Biblioteca Lucilia Minssen
Rua dos Andradas 736 – 5ª andar da Casa de Cultura Mario Quintana
Porto Alegre – fone: 51- 32257089  e-mail: bibliotecaluciliaminssen@gmail.com

 

Programação de Novembro Biblioteca Lucilia Minssen

Teatro infantil: Teatro do Macaquinho 
Apresentação Cia Teatral Filhinhos da Mamãe

Release: Era uma vez... um macaquinho muito bagunceiro e brincalhão, que adora brincar com seus amigos da floresta, um dia o lobo mau cara de pau surge e a bruxa Gisele Bicho para terror dos pobres e indefesos bichinhos! Mas eis que o rei Leão surge, para trazer uma mensagem importante: ser grande é saber respeitar o espaço do pequeno, porque não podemos ser amigos e brincarmos todos juntos!

Período: 03 a 30 de novembro, sábados e domingos às 16h. Ingresso: 10,00 desconto 50% clubinho ZH. Nas sextas-feiras com agendamento para turma de escolas. 

Local: Sala Lili Inventa o Mundo


  • OFICINAS E CURSOS NO MÊS DE OUTUBRO 

CURSO ARTE, BRINCADEIRA E EXPRESSÃO.

Ministrante: Viviane Juguero - Coordenadora do Bando de Brincantes

Viviane Juguero é artista, escritora, compositora , cantora e professora, produtora do Bando de Brincantes. É Bacharel em Interpretação Teatral pelo Departamento de Arte Dramática da UFRGS. Tem em seu currículo dezenas de espetáculos de teatro, música e circo para adultos e crianças, além de ministrar cursos sobre arte e produção cultural. Com o Bando recebeu o Prêmio Açorianos de Música, na categoria Melhor Disco Infantil, com JOGOS DE INVENTAR, CANTAR E DANÇAR. Foi diretora do Teatro de Arena de Porto Alegre e é a idealizadora do Curso Superior de Tecnologia em Produção Cênica da Faculdades Monteiro Lobato . Mais informações no site: www.bandodebrincantes.com.br



PROGRAMA:

28/11: Turma A, das 14h às 17h e 29/11: Turma B, das 18h30 às 21h30

Cantigas, brincadeiras, historietas, jogos de sentido e troca de afeto, em atividades para crianças de zero a dois anos.

MODULO V: CRIAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE HISTÓRIAS


05/12: Turma A, das 14h às 17h e 06/12: Turma B, das 18h30 às 21h30

Técnicas de contação de histórias; expressão corporal e vocal; criação de histórias interativas com a construção de estímulos visuais e sonoros.

INVESTIMENTO: R$ 30,00 por oficina.

Local: Sala Lili Inventa o Mundo

Informações e inscrições pelo telefone (51) 3225-7089.




Projeto Literatura, Leitura e Multimeios

Oficina : “Festa da Literatura”- Da Ludicidade á Responsabilidade Social.


A importância da contação de historias na vida emocional das pessoas.

DICAS E TÉCNICAS PARA CONTAR E OUVIR HISTORIAS.

Ministrante: Jussara Mello. Professora, escritora e arte-educadora. 

Participação especial Drª Marilia Papaléu Fischtner, Psicóloga e Professora.

Dia: 08 de novembro. Turma de manhã das 9h as 12h ou tarde das 14h as 18h.

Investimento: R$ 30,00

Inscrições através do fone: 32257089 ou e-mail: bibliotecaluciliaminssen@gmail.com


Atividades na Brinquedoteca Pé de Pilão.


Hora do Conto: Adivinha quanto te amo.

Periodo: nas quartas-feiras das 14h30 às 16h

Adaptação da historia de Sam Mcbratney contada por Junior Rodrigues.

Release: Às vezes, quando se ama alguém muito, mas muito mesmo, fica o desejo de achar um jeito de mostrar quanto esse sentimento é grande. Nesta fábula, o Coelhinho e o Coelho Pai vão acabar descobrindo, que o amor não é uma coisa assim tão fácil de medir...

Local: Brinquedoteca Pé de Pilão na BLM

Entrada Franca com agendamento para escolas publicas através do fone: 32257089.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Empresário brasileiro paga 14º salário a colaboradores que lerem um livro por mês!

Empresário brasileiro paga 14º salário a colaboradores que lerem um livro por mês

Em entrevista ao Administradores.com, o empresário Francis Maris Cruz, presidente do Grupo Cometa, conta os detalhes de sua gestão diferenciada voltada à educação - que conta ainda com MBA dentro da própria empresa e até biblioteca em cada uma de suas lojas.



Ele começou aos 12 anos vendendo coxinha de porta em porta. Hoje, Francis Maris Cruz é o presidente de uma das maiores redes de revendas de automóveis e motos do país. O Grupo Cometa, só em 2011, alcançou a venda de mais de 40 mil motocicletas.
No entanto, o que realmente chama atenção no executivo não é a sua ascensão na carreira, mas sim, os diferentes ingredientes que trouxe para a administração da empresa e ajudaram a se consolidar no mercado. Todos os 1.200 funcionários, por exemplo, que leem um livro por mês – e entregam uma resenha – recebem o 14° salário no fim do ano.


Além disso, implementou um projeto audacioso chamado de Universidade Cometa. Nele, oferece um MBA em Gestão de Concessionárias aos seus funcionários. Há também bibliotecas em todas as lojas do Grupo e diversos projetos sociais que vão desde o plantio de árvores frutíferas na casa das famílias carentes, alfabetização de adultos a sessões de filmes para crianças moradoras de cidades em que o cinema mais próximo ultrapassa mil quilômetros.

"A ideia não é dar o peixe, mas sim, ensinar a pescar. Esse é o nosso lema", ressalta Francis, que também foi eleito o próximo prefeito da cidade de Cáceres (MT). O Administradores.com conversou com o executivo para entender melhor todo esse modelo de gestão diferenciado do Grupo Cometa. Leia, abaixo, a entrevista.



Sua história começou aos 12 anos vendendo coxinha. Como foi essa trajetória até chegar ao presidente do Grupo Cometa?


Meu pai era motorista de caminhão, mas chegou uma época em que o dono do caminhão vendeu o transporte e ele ficou desempregado. Então, minha mãe começou a fazer coxinhas e salgadinhos para meus irmãos e eu vendermos na rua. Nessa época, começou nosso trabalho como vendedor de porta em porta. Com isso, as coisas foram melhorando e a família acabou comprando um bar.
Em 1970 mudamos para outra cidade. Quando chegamos lá, o carro quebrou e faltavam peças. Acabou surgindo a ideia de abrir uma autopeças. Então, sem experiência nenhuma, a família embarcou com a cara, a coragem e a loucura. No início não vendia nada, foi difícil e acabamos vendendo roupas nessa época também para ir sobrevivendo.

Até que a autopeças foi melhorando e 1984 conseguimos ter 10 lojas nesse setor. Na época, a gente tinha um consórcio para um fusca e eu acabei trocando ele por uma moto. Minha mãe tinha achando um absurdo. "Como você troca um carro 0 km por uma moto? Você que é visto como um cara que saber fazer negócios". Isso de alguma forma despertou o meu interesse e acabei mandando uma correspondência para a Honda, para abrirmos uma concessionária aqui na cidade. No primeiro momento não deu certo, só depois de muito tempo conseguimos abrir a primeira loja. O negócio foi dando certo, fomos crescendo e consolidando o negócio na região. Hoje, temos 11 revendas Honda, três Volkswagen e duas revendas Hyundai, além de propriedades rurais.


Você tem uma iniciativa com livros bastante peculiar com seus funcionários, que envolve um 14º salário. Você pode nos explicar como funciona e como surgiu essa ideia?

Toda vez que você tem uma deficiência, você procura suprir de uma maneira. Em nosso caso, tínhamos uma deficiência em achar pessoas com nível superior, pessoas já formadas. Diante disso, precisávamos capacitar nossos funcionários. Então, além deles participarem de todos os cursos, treinamentos, congressos, nós fizemos esse projeto dos livros. Instituímos que todo o colaborador deveria ler um livro por mês e entregar um resumo.

Então, a loja atingindo as metas, o funcionário recebe o 14º salário e até o 15º salário. O detalhe é que para o funcionário receber, ele tem que ter ler os 12 livros e entregar os resumos. Isso é uma maneira de incentivá-los para que leiam e estejam sempre se atualizando. É uma formação pessoal e profissional muito boa que tem dado ótimos resultados. Isso ajudou os nossos colaboradores a crescerem muito. Só para você ter uma ideia, 99% dos nossos gerentes começaram de baixo, são prata da casa, e foram desenvolvendo suas habilidades.


É uma iniciativa direcionada para todos os funcionários?

Sim. Para todos. Cada loja tem uma biblioteca de 200 a 300 livros disponíveis para uso comum, o que torna uma oportunidade intelectual para o crescimento de cada um.


Qual é a média de adesão dos funcionários com essa iniciativa?
A média de leitura é muito alta, aproximadamente 95% dos funcionários. Enfim, temos uma confraternização, onde celebramos os aniversariantes do mês. E nesses momentos, fazemos o sorteio de 10 colaboradores para comentarem sobre o seu livro e dizer o que acharam. Inclusive, há muitos colaboradores que, mesmo não sendo sorteados, pedem para falar sobre o livro que leram.


Outra ação que chamou bastante atenção foi a Universidade Cometa. Vocês fizeram um MBA em Gestão para seus funcionários?
A cada trimestre eles têm uma matéria e aí os funcionários vão recebendo um suporte daquilo que vem no dia a dia do trabalho. É um MBA de formação de administradores de concessionárias. Eu fui dar uma palestra recente em Curitiba e todo mundo reclamando que não encontra funcionário capacitado no mercado e que não acha para contratar. E me perguntaram como fazemos isso já que estamos sempre abrindo novas lojas em expansão. E a resposta é: nós formamos. Nós investimos pesado na formação deles, e é o que nos tem dado tranquilidade, pois às vezes o funcionário recebe propostas até maiores do que pagamos, mas ele prefere permanecer.

Fora isso, há também projetos socioambientais como o incentivo a plantar árvores e cinema. Você pode nos contar mais detalhes sobre esses projetos que fazem?


Temos o projeto Cometa Educação, aonde o professor vai à casa do aluno e dá aula. É uma parceria com a UNEC e os alunos de Pedagogia. Tem o Cometa Fortificar, que é um projeto ecológico de plantio de árvores, onde plantamos árvores frutíferas na casa das famílias carentes.
Tem ainda o Cine Cometa, onde levamos os alunos de escolas municipais e estaduais para assistir filmes em nossos auditórios. Depois da sessão, eles fazer um trabalho em grupo sobre as mensagens principais do filme para que ampliem sua percepção. É servido até pipoca, refrigerante, enfim, para que aconteça o aspecto lúdico do cinema.
Temos o Cometa Solidariedade que é de doação de motocicletas para entidades. Enfim, temos vários projetos, como a Inclusão Digital, o Cometa Redação que, de alguma maneira, vem colaborando para o crescimento da comunidade. A ideia não é dar o peixe, mas sim, ensinar a pescar. Esse é o nosso lema.

Notamos que existe uma preocupação muito grande com os colaboradores. Poderíamos dizer que essa é o segredo de sucesso de grandes empresas, pelo menos o seu? Dar uma grande atenção aos funcionários...Sem sombra de dúvida. Você não consegue desenvolver um sonho sozinho. É preciso que você tenha pessoas, que estejam ao seu lado e que acreditem. Aquelas que estejam dispostas a lutar junto com você. É isso o que faz o sucesso do Projeto Cometa. O tripé colaboradores, ética e clientes bem atendidos está permitindo abrirmos novas lojas e crescermos.

Você conhece bem como administrar uma empresa privada e acabou de ser eleito prefeito na cidade de Cáceres. O que você acredita que dá para extrair da administração privada para aplicar na administração publica?
Eu pretendo levar esse sistema de gestão e valorização que nós temos para administração pública. A ideia é que eles se motivem e trabalhem com afinco, para que também sejam reconhecidos pela sociedade como bons prestadores de serviço. É acabar com aquela imagem que todo funcionário público que é vagabundo e não trabalha. Nós precisamos mudar essa imagem. É isso que vou propor na prefeitura: que os servidores trabalhem com empenho no atendimento da população para que tenhamos um resultado satisfatório e consigamos fazer uma boa administração.


terça-feira, 6 de novembro de 2012

Que tal saborear um belo livro comestível?

Que tal saborar um livro comestível? Essa é a ideia do The Real Cookbook (O livro de receitas real), uma criação da empresa alemã Korefe em parceria com a editora Gerstenberg Publishing House, especializada em gastronomia. 

Preparo do "livro comestível".

A receita vem escrita nas "folhas" de massa fresca de lasanha. O passo-a-passo da receita vai surgindo nas folhas conforme sua montagem, o que facilita o preparo. Depois de levar ao forno, basta saborear o "livro comestível". Por enquanto essa novidade só está disponível para clientes preferenciais da empresa alemã Korefe, mas ficaremos no aguardo para ver esse delicioso livro em nossas mãos!

Via: http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-33--11-20121105

Programação Cultural do Mês da Consciência Negra e 1ª Jornada da Diversidade


Programação
Até 11 de novembroExposição acessível com versão em Braille e versão em áudio da coleção de onze livros infantis Era uma vez um conto de fadas inclusivo, escrita e ilustrada pelo fisioterapeuta Cristiano Refosco e com edição de arte e design gráfico do artista Leandro Seliter
Hall da CCMQ

1° de novembro – 12h30Futebol, nossa paixão: pra falar sobre política, futebol e religião!,  adaptação do textoCorinthians Meu Amor, de César Vieira
Performance de teatro de rua no Quindim com o grupo Levanta FavelaTravessa dos Cataventos

3 de novembro – 9h às 12h/13h às 18hMasterclass de regência com maestro Sérgio Chnee promovido pela Orquestra Villa-Lobos.
Sala C2

5 de novembro – 19hExibição de trechos do documentário O grande tambor (Coletivo Catarse/IPHAN 2010) que relata trajetória do tambor sopapo no Rio Grande do Sul. Execução da trilha sonora ao vivo, composta por Richard Serraria e Marcelo Cougo, com arranjos e direção de percussões de Lucas Kinoshita. Comentários sobre roteiro e edição do filme e ainda aspectos históricos e musicais ligados ao tambor sopapo.
Sala A2B2














5 de novembro a 5 de dezembroExposição itinerante de fotografias do alemão Jörg Heieck
Fotografou a zona rural da Alemanha e a zona rural  colonizada pelos alemães no Rio Grande do Sul
Abertura – 17h30 com apresentação doQuartchetoSala Radamés Gnatalli

6 de novembro – 19h30Pré-estreia do documentário Espia Só,baseado na obra do músico Octávio Dutra, multi-instrumentista e compositor de Porto Alegre, dirigido por Saturnino Rocha
Apresentação de grupo musical regional executando músicas do maestro Otavio Dutra com a presença de músicos que participaram do filme, como Arthur de Faria
Travessa Cataventos

6 de novembro – 19h30
Quinteto de Sopros 4.1 O 4.1, formado por Cláudia Schreiner (flauta), Júlio César Wagner (oboé), Elimar Blazina (clarinete), André Januário (fagote) e Jonathas Castro (trompa), interpreta compositores eruditos que se baseiam no folclore e na MPB
Auditório Luis Cosme

7 de novembro – 12h30
Quando eu tinha, performance de teatro com Marcia Berselli e André Macedo. Pesquisa que utiliza o Contato Improvisação na prática do ator. Através dos corpos em contato, dançando e cortando o espaço, os atores trazem a tona histórias, memórias e lembranças, construindo assim um espaço de atuação no qual o público é convidado a realizar um questionamento sobre a morte, a vida, a sua história.
Hall térreo Leste

8 de novembro – 12h30Vagabun,dos, no Quindim. Don Loreto (Pacolmo) e Pocotalto, dois andarilhos vagabundos se encontram em cena, utilizando elementos como número de chapéu, tubos de cobre, jornal, balões, instrumentos musicais, malabarismo e equilibrismo para contar a história
Travessa dos Cataventos

14 de novembro – 17h30Projeto Beija-Flor, show de percussão – resultado de mais de um ano de trabalho rítmico educativo com crianças e adolescentes da Associação de Moradores e Amigos da Vila Tronco. Um grupo de oito crianças de 8 a 16 anos apresentam  repertório próprio executado por instrumentos de percussão
Jardim Lutzenberger

19 e 20 de novembro – 9h às 18hMesa redonda Contexto histórico do processo de abolição, organizada pela EEEM Padre Reus em parceria com o Memorial do Rio Grande do Sul para debater o processo histórico e o significado da abolição da escravidão em Porto Alegre
Sala A2B2

20 de novembro – Quindim
12h15 – 
Sebastian Jantos – Candombes, milongas y otros afros
13h – Dança dos Orixás, com Iara Deodoro
Travessa dos Cataventos

24 de novembro – 14h às 17hAnonimus, intervenções Teatro do Invisível
A atriz Cândida Bazanella irá propor interpretações que poderão ou não ser percebidas pelo público como um acontecimento de ficção, utilizando-se do cotidiano da CCMQ e seu diversos espaços e públicos
Vários locais da Casa

24 de novembro – 18h30Desfile de arte Estranhos vestíveis
Obras de arte desfiladas de autoria de mais de 15 artistas que se reuniram no Atelier Livre da Prefeitura para sua confecção, partindo de técnicas como desenho, pintura, escultura, entre outras, com ênfase na reutilização de resíduos urbanos. O tema do desfile será LUZ e contará com recursos multimídias como projeções e iluminações especiais
Criação da artista plástica Lisiane Rabello e produção de Cláudio Paulo
Passarela Hall Leste e Travessa dos Cataventos

27 de novembro – 12hSempre aquela velha história, monólogo com Graciane Pires sobre texto de Dario Fo e Franca Rame que conta a história de uma mulher que se encontra em situações limites que a conduzem aos mais engraçados acontecimentos
Hall Leste

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Pontos de Leitura da Ancestralidade Africana no Brasil


A produção da memória dos pontos de leituras sobre a ancestralidade africana no Brasil é um projeto piloto, da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Secretária da Cidadania e Diversidade Cultural do MinC (SCDC/MinC) ,e da Secretária de Políticas de Promoção de Igualdade Racial (SEPPIR), que tem como objetivo apoiar e estimular iniciativas culturais, já em andamento, voltadas para a promoção, preservação e divulgação da história e cultura africana e afro-brasileira. Este projeto piloto prevê a instalação de 10 Pontos de Leitura da Ancestralidade Africana no Brasil em territórios habitados por Povos e Comunidades Tradicionais da matriz africana, como quilombos e comunidades de terreiro.
Cada comunidade irá receber um kit com acervo, mobiliário e equipamentos, e participará de um trabalho de produção da memória das suas comunidades. Espera-se com isso fortalecer a identidade cultural desses grupos, produzir material bibliográfico para compor futuros acervos temáticos e propiciar a troca de informação entre as comunidades, criando uma rede deste Pontos de Leitura.



Em Porto Alegre, o projeto situa-se em:

Centro Memorial de Matriz Africana 13 de agosto, Rua Vigário José Inácio 375 / 131 (lado ímpar) - Centro Histórico - Porto Alegre

Editais da Rede RS Pontos de Cultura


Secretaria de Cultura do RS e Associação Software Livre.org realizam mais de 50 oficinas de capacitação aos editais da Rede RS de Pontos de Cultura


A Secretaria de Cultura do Rio Grande do Sul e a Associação Software Livre.org, em parceria com diversas Prefeituras, realizam uma série de oficinas de capacitação em elaboração de projetos aos editais da Rede RS de Pontos de Cultura, com prazo final de encerramento previsto para 7 de dezembro. As oficinas são gratuitas, voltadas a grupos culturais da sociedade civil e visam apresentar elementos conceituais, objetivos, formulários, documentação, orientações jurídicas, administrativas e demais questões relativas ao processo de seleção de 160 Pontos de Cultura. Temas como gestão participativa, ação educativa, atuação em rede, cultura digital e produção colaborativa serão abordados nas oficinas. Ao todo, serão realizadas cerca de 50 oficinas, totalizando mais de 80 desde junho de 2012, em todas as 28 regiões do estado (definidas por COREDEs). Abaixo, segue calendário completo.

Os editais são produto do convênio firmado com o Ministério da Cultura (MinC), a partir da Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural, dentro do programa Cultura Viva. O total de recursos investidos neste convênio chega a R$ 18,13 milhões, contemplando grupos culturais da sociedade civil, sem fins lucrativos, com pelo menos 3 anos de atividades e 3 anos de CNPJ.

No total, serão selecionados 160 projetos culturais. Destes, 100 serão reservados para iniciativas de entidades oriundas de municípios com até 10 mil habitantes, que receberão R$ 60 mil para os próximos três anos (edital SEDAC nº 10 / 2012). Nas cidades com mais de 10 mil habitantes, serão selecionadas 60 propostas para receber R$ 180 mil, em três anos (edital SEDAC nº 11 / 2012). Os editais prevêem a seleção de, pelo menos, 6 Pontos de Cultura em cidades de fronteira com Uruguai e Argentina, bem como 16 Pontos de Cultura em Territórios de Paz, no âmbito do programa RS na PAZ.


CIDADE
DATA
HORÁRIO*
LOCAL
Porto Alegre
05/11
19h
Fórum Gaúcho do Hip Hop: Plenarinho da Assembleia Legislativa do RS
Catuípe
12/11
8h30
Câmara dos Vereadores: Rua Osório Ribeiro Nardes, 152 ? Centro (junto ao prédio da Prefeitura)
Coronel Bicaco
12/11
14h
EMEF Rosalina Diniz de Souza: Rua Salgado Filho, 345 ? Centro
Glorinha
12/11
10h
Glorinha Futebol Clube: Av. Dr. Pompílio Gomes Sobrinho, 23380 (ao lado da Prefeitura )
Ijuí
12/11
9h30
Salão Nobre da Prefeitura - Rua Benjamim Constant, 429 - Centro
Pantano Grande
12/11
13h30
Câmara de Vereadores / Auditório Ericson Raabe: Rua Duque de Caxias 42
Terra de Areia
12/11
9h30
Escola Mun. Mal. Mascarenhas de Morais: Rua Laurindo Peroni, s/nº.
Alvorada
13/11
9h30
Auditório da SMED: Av. Wenceslau Fontoura, 211 - Nova Americana
Cruz Alta
13/11
9h
Museu Érico Veríssimo: Av. General Osório esquina Duque de Caxias, 380 - Centro
Esteio
13/11
18h
Casa de Cultura Lufredina Araujo Gaia: Rua Padre Felipe, 900
Novo Hamburgo
13/11
14h
Espaço Cultural Albano Hartz: Calçadão Osvaldo Cruz, 112, Centro
Porto Alegre
13/11
9h
Território de Paz Santa Tereza: (local a definir)
Viamão
13/11
13h
Auditório da SME: Calçadão Tapir Rocha, 40 - Centro
Canela
14/11
10h
Teatro Casa de Pedra: Rua Osvaldo Aranha s/ n°
Caxias do Sul
14/11
14h
Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho / Sala de Cinema Ulysses Geremias: Rua Luiz Antunes, 312 - Bairro Panazzolo
Cerro Largo
14/11
14h
Câmara de Vereadores de Cerro Largo: Rua Helmut Smidt, 854
Chapada
14/11
8h30
Salão da Escola Júlia Billiart: Rua Machado de Assis, 60
Charqueadas
14/11
9h
Sec. de Educação - Auditório Paulo Freire: Av. Getúlio Vargas 215 - Parcão da Cidade
Nonoai
14/11
9h
Escola Jair de Moura Calixto: Tv. Miguel de Paula Pereira, 001 - Centro
Paverama
14/11
13h
Câmara de Vereadores: Rua 4 de Julho, Centro (ao lado da prefeitura)
São Leopoldo
16/11
a definir
Teia RS 2012 ? Encontro de Pontos de Cultura, Povos Indígenas, Povos de Terreiro e Culturas Populares do RS
Tuparendi
16/11
9h
Centro Cultural Celso Kaminski ? auditório: Av. Tucunduva 2667 (ao lado da Prefeitura)
Cachoeira do Sul
19/11
13h30
Casa de Cultura Paulo Salzano Vieira da Cunha (Auditório ): Rua Sete de Setembro, 1121
Nova Bassano
19/11
18h
Escola 15 de Novembro / Auditório: Rua Pinheiro Machado, 397 - Centro
Pelotas
19/11
8h30
Bistrô: Praça Coronel Pedro Osório, 02 - Centro
Porto Alegre
19/11
A definir
Território de Paz Rubem Berta (local a definir)
Santana da Boa Vista
19/11
13h30
Casa de Cultura Januário Freitas: Rua Minas do Camaquã 49, Centro
Santiago
19/11
14h
Estação do Cinema (anexo Estação do Conhecimento): Rua Vereador Amir Guedes, nº. 100 - Centro, Terra dos Poetas.
Vacaria
19/11
9h
CTG Porteira do Rio Grande: Rua Firmino Camargo Branco 790, Bairro Carazinho
Candiota
21/11
9h30
Escola Qualificar: Rua Ulisses Guimarães, Bairro Dário Lassance (acima do Banco do Brasil)
Canguçu
21/11
10h
Cine Teatro 27 de Junho / Professor Antônio Joaquim - Pça Dr. Francisco Carlos dos Santos, 420
Guaíba
21/11
A definir
Território de Paz (local a definir)
Itaqui
21/11
9h
Teatro Prezewodowsk: Rua Bento Gonçalves, 377 - Centro
Lagoa Vermelha
21/11
9h
Casa de Cultura: Rua Nívio Castelano s/n°
Passo Fundo
21/11
9h
Academia Passofundense de Letras ? Auditório: Av. Brasil, 792 - Centro
Santa Maria
21/11
13h
Centro Administrativo Municipal: Rua Venâncio Aires, 2277
Ronda Alta
22/11
18h
Prédio do CEMA (antiga COMARA): Rua Francisco Costa, 180 - Centro
Bom Jesus
23/11
9h
SMEC - Salão de Eventos: Rua 7 de setembro, 460, Centro (ao lado do Fórum)
Cacique Doble
23/11
9h30
Câmara de Vereadores - Salão Armando Biavati: Av. Kaingang 292 ? Centro
Erechim
23/11
8h30
Sec.de Cultura, Esporte e Turismo: Av. Germano Hoffman 351 - 3 andar
Pedro Osório
23/11
19h
Sec. Cultura Turismo e Desporto ? Auditório: Rua Arroio Grande, s/nº.
Porto Alegre
23/11
14h
Casa de Cultura Mário Quintana (sala A2B2): Rua dos Andradas, 736 ? Centro
Santana do Livramento
23/11
10h
Salão Nobre da Prefeitura Municipal: Rua Rivadavia Corrêa, 858
Uruguaiana
23/11
9h
Biblioteca Mun. Luiz Guilherme do Prado Veppo: Rua Santana , 2588 - Centro
Cachoeirinha
26/11
9h30
Câmara de Vereadores: Rua Manata, 565
Salvador do Sul
26/11
14h
Sec. de Cultura - Oficina Municipal de Arte: Parque Municipal - Rua da Estação, 15
Santa Cruz do Sul
26/11
9h
SMEC ? Auditório: Rua Cel. Oscar Jost (em frente ao Polisportivo)
Santa Maria do Herval
26/11
18h
Auditório da Prefeitura (aos fundos): Rua Beno Closs 88, Centro
Sapiranga
26/11
13h
Centro Municipal de Cultura Lúcio Fleck: Rua Sete de Setembro, 766
Sapucaia
26/11
a definir
local a definir
Tramandaí
26/11
9h
Biblioteca Manoelito Ornellas: Av. da Igreja s/n (ao lado do Ginásio)
* As oficinas terão até dois turnos de duração, sendo os horários do segundo turno definidos junto a participantes

Ambos os editais estão disponíveis no link www.cultura.rs.gov.br/v2/2012/06/editais-do-rede-rs-de-pontos-de-cultura?.
Mais informações:
Telefone (51) 3288.7519
Blog da Diretoria de Cidadania e Diversidade Cultural: http://cidadaniaculturalrs.blogspot.com.br/
Site do programa Cultura Viva / MinC http://www.cultura.gov.br/culturaviva

As inscrições poderão ser feitas até 18h do dia 07 de dezembro de 2012.

Pontos de Cultura

Os Pontos de Cultura são grupos culturais da sociedade civil que envolvem a comunidade em atividades de arte, cultura e educação, estimulando a criatividade e propiciando o exercício da cidadania pelo reconhecimento da importância da cultura produzida em cada localidade. Funcionarão como instrumentos de pulsão e articulação de ações e projetos já existentes nas comunidades do Rio Grande do Sul.

Depois de selecionadas, as organizações recebem recursos para potencializar suas ações, com a compra de material e contratação de profissionais, entre outras necessidades. O Ponto de Cultura não tem um único modelo ? nem de instalações físicas, nem de programação ou atividade. Um aspecto comum a todos é a transversalidade da cultura e a gestão compartilhada entre poder público e comunidade.

São diretrizes fundamentais do programa (e presentes no edital) a gestão participativa, a educação popular, a comunicação comunitária, a economia solidária, a cultura digital, a sustentabilidade ambiental e os Direitos Humanos. Além destas dimensões, a Rede RS de Pontos de Cultura terá como objetivos a promoção da diversidade cultural, o empoderamento, o protagonismo, a autonomia, a articulação em rede (produção colaborativa, compartilhamento de saberes e gestão compartilhada entre sociedade civil e poder público).

Após selecionados, os Pontos de Cultura contarão com inúmeras ações de apoio e acompanhamento, como a realização de seminários anuais de qualificação em assuntos relativos à gestão cultural, oficinas temáticas, prêmios de incentivo ao compartilhamento de tecnologias sociais inovadoras, equipe de assessoramento, uma van contando com equipamentos digitais, audiovisuais e de som, a publicação de cartilhas, revistas, portal virtual, além da realização de encontros de intercâmbio, articulação e mostra de produtos (Teias e outros).