sexta-feira, 21 de outubro de 2011

:: OMEP / BRASIL :: - Organização Mundial Para Educação Pré-Escolar - Página Inicial


Bibliotecas populares ampliam espaços de leitura - 20/10/2011 - Gazeta do Povo
As bibliotecas comunitárias que se espalham pelas cidades brasileiras são um ótimo exemplo de construção de cidadania. Elas são organizadas por pessoas comuns que resolveram ajudar a democratizar o acesso à cultura e retiraram a leitura do espaço da educação formal. Há bons exemplos em comunidades menos favorecidas, cafés e até na Rodoviária de Curitiba.
Na capital paranaense, desde 2009 os passageiros que embarcam na Rodoviária às sextas-feiras à noite têm à disposição uma série de livros para ler enquanto esperam pelo ônibus. O projeto surgiu do trabalho voluntário da professora e contadora de histórias Priscila Angélica Santos Sehnem. A iniciativa ganhou corpo e com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba se tornou um ponto de cultura. Priscila e uma equipe de quatro pessoas partem para a Rodoviária toda sexta e por três horas, das 19 às 22 horas, apresentam aos passantes o mundo das letras. O acervo foi escolhido especialmente para quem está de passagem e não tem tempo de ler um livro inteiro: os passageiros têm à disposição textos curtos, como crônicas, contos, artigos e poesias. “O empréstimo é momentâneo. A intenção não é ler o livro todo, mas uma história, para depois buscar as livrarias e bibliotecas da própria cidade”, explica Priscila. [...]

Nenhum comentário:

Postar um comentário