segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Clube de Leitura e Arte na Semana Farroupilha em Canoas

Divulgação da Biblioteca Pública Municipal João Palma da Silva - Canoas

"A oficina Cordel Literatura e Arte, realizada na tarde desta terça-feira no Clube de Leitura e Arte, no espaço da Tertúlia Literária, do acampamento Farroupilha, despertou a curiosidade e o interesse de alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Arthur Pereira de Vargas. 

O artista plástico Fernando Lima e a professora Miriam Oliveira contaram a história da literatura de cordel e da xilogravura, técnica de ilustração usada nesses impressos. Utilizando pequenos pedaços de isopor, os estudantes, com idades entre 9 e 12 anos, puderam reproduzir a técnica da xilogravura. 

Também manusearam livretos com histórias como 300 Onças, contos de Simões Lopes Neto, adaptada para o Cordel por Arievaldo Viana e ilustrado por Jô Olivera e o livreto Penélope dos Farrapos do escritor de literatura de Cordel nordestino, Edmilsom Santini.

As crianças ouviram que a literatura de cordel  é baseada em histórias da vida real que podem ser recitadas ou cantadas, pois seus versos são rimados o que leva ao ritmo cadenciado da música. A xilogravura teve origem como técnica de estamparia em tecidos, na China. Chegou à Europa e veio para o Brasil com a família real. Passou a ser a técnica empregada em livros de Cordel, se estabelecendo na Bahia, onde o cordel é difundido, principalmente, nas feiras livres."
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário